Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

Tecnologia Achix
Busca
Busca Avançada
Entrar | Não é cadastrado?
Você está em: Início » Textos » 10 mandamentos contemporâneos abrem a II CONAES

Textos

10 mandamentos contemporâneos abrem a II CONAES

Na abertura da II Conferência Nacional de Economia Solidária, em 16 de junho de 2010, Ladislau Dowbor apresentou uma versão contemporânea dos 10 mandamentos em tom descontraído que motivou risadas e provocou os participantes da CONAES a repensarem seus padrões de consumo. Ao ver o Planeta em crise e a necessidade de transformarmos práticas e valores para preservar a vida, Ladislau organizou as recomendações de forma criativa, todas baseadas em experiências que deram certo e podem ser adaptadas e adequadas à diversidade de cada localidade.

1 – NÃO FARÁS CONTAS ERRADAS – este mandamento aponta a necessidade de reformulação do PIB e a criação de indicadores que considerem a qualidade de vida e reflitam os alcances da economia solidária. A conta certa, segundo Dowbor, é pensar o que estamos produzindo, para quem e com quais custos ambientais, o que requer contabilizar resultados e não apenas fluxos como faz o PIB.

2 – NÃO REDUZIRÁS O PRÓXIMO À MISÉRIA – prevê o acesso universal à renda básica de cidadania e o reequilíbrio da política econômica e o assistencialismo. Algumas coisas não podem faltar a ninguém!

3– NÃO COMPRARÁS O ESTADO – aponta a necessidade de construção da bancada do cidadão e da consolidação da reforma política de forma ampla, participativa e democrática.

4 – NÃO PRIVARÁS NINGUÉM DO DIREITO DE GANHAR O SEU PÃO – este mandamento revela que universalizar a garantia do emprego é viável e que é preciso encontrar outras formas de emprego, para além do emprego público e privado. A economia solidária aponta para a diversificação das formas de trabalho e deve se constituir como uma alternativa à precarização dessas relações.

5 – NÃO TRABALHARÁS MAIS DO QUE 40 HORAS – é preciso garantir as condições básicas da qualidade de vida e podemos trabalhar menos, e trabalharemos todos. Este princípio estimula a economia da cultura e de lazer, ao liberar tempo dos trabalhadores e trabalhadoras a diversificarem suas atividades, e experimentarem o consumo e a prática de iniciativas artísticas e culturais.

6 – NÃO ORGANIZARÁS A TUA VIDA EM FUNÇÃO DO DINHEIRO – a relação da felicidade com o dinheiro não é uma relação direta e proporcional. É claro que o dinheiro rende felicidade, principalmente por permitir melhores condições de vida, mas a mudança de comportamento e de estilo de vida deve constituir um resgate do bom senso. Esse mandamento aponta para a necessidade de transformar padrões de consumo e desvelar a estupidez do consumismo, o que requer transformar o estilo de vida e garantir equidade na distribuição.

7 – NÃO GANHARÁS DINHEIRO COM O DINHEIRO DOS OUTROS – propõe a dinamização da economia por meio da descentralização e igualdade de oportunidade. Este mandamento revela a necessidade de romper com os intermediários e com a especulação financeira.

8 – NÃO TRIBUTARÁS AS AÇÕES QUE MAIS NOS AJUDAM – este mandamento questiona a tributação excessiva dos assalariados e propõe que aqueles que tem muito dinheiro contribuam mais. É papel do Estado fazer a redistribuição de recursos, mas é preciso distingui-los e medir questões como emissão de dióxido de carbono para tributá-la, o que por sua vez, reforça a necessidade de efetivar a reforma tributária

9 – NÃO PRIVARÁS O PRÓXIMO DO DIREITO AO CONHECIMENTO – situa no centro do debate a democratização do acesso à informação e à cultura, reforçando que o conhecimento é hoje a base do sistema produtivo. As novas tecnologias são peças-chaves deste mandamento, bem como o trabalho em rede, pois quanto mais o conhecimento circular, mais o planeta se enriquece, mais a economia se dinamiza.

10 - NÃO CONTROLARÁS A PALAVRA DO PRÓXIMO – pela liberdade de expressão, pois a democratização da comunicação é essencial.

Para mais informações, visitem a página do Professor Ladislau Dowbor: http://www.dowbor.org/
Visualizações: 2.354
Gostou?! Então vote!
  • 2 pessoas votaram Sim
  • 0 pessoas votaram Não
Esse conteúdo foi criado por:
    Autorizado por:

    II Conferência Nacional de Economia Solidária em 17.06.2010 às 00h11

    Direitos Autorais:
    Domínio Público Domínio público
    Este Conteúdo faz parte dos canais:

    Este conteúdo tem 0 Comentários

    Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do portal iTEIA reserva-se no direito de apagar as mensagens.

    Deixe um comentário








    Parceiros
    Cooperação
    Integração
    Realização
    Patrocínio

    Ir para o topo