Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

Tecnologia Achix
Busca
Busca Avançada
Entrar | Não é cadastrado?
Você está em: Início » Jornal iTEIA » Projeto garante inclusão cultural de pessoas com deficiência

Jornal iTEIA

25.09.2014 - 17h04

Projeto garante inclusão cultural de pessoas com deficiência

Fonte: site Secult-BA

ampliar Imagem: divulgação
Teatro em Linguagem de Sinais e em Áudio Descrição

Experimente vendar os olhos ou tapar bem os ouvidos e assistir a uma peça de teatro. Como você iria se sentir? Conseguiria captar o que se passa em cima do palco? Nada mais do que palavras e sons na escuridão ou gestos e passos pairando sobre o silêncio. Assim acontece com as pessoas com deficiência visual e auditiva que tentam se aventurar em busca de uma experiência artística nos espaços culturais baianos.

Na tentativa de contribuir para a mudança dessa realidade surge o projeto Teatro Para Sentir, que a partir do dia 26 de setembro torna acessíveis três espetáculos cênicos no Teatro Vila Velha. Para a escolha do período, a iniciativa se vale dos marcos dos dias 19, 21 e 26 de setembro, Dia Nacional do Teatro Acessível, Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência e Dia Nacional dos Surdos, respectivamente. Será contemplado também o Dia das Crianças, 12 de outubro.

Ao todo, serão 10 apresentações de duas montagens adultas e uma infantil, que contarão com recursos de audiodescrição e tradução em libras (linguagem brasileira de sinais). Dispondo de ferramentas específicas para garantir a inclusão do público de cegos e surdos, as peças se tornam acessíveis a todas as pessoas, com ou sem deficiência.

O projeto oferece também visitas guiadas, meia hora antes do início dos espetáculos, para quem tiver interesse em conhecer de perto o palco, o cenário e até personagens. A ideia é ressaltar o aspecto sensorial, possibilitando, especialmente às pessoas com cegueira ou baixa visão, sentir os elementos visuais por meio do tato. Quem não tiver a deficiência, mas quiser fazer a vivência sensorial, poderá fazer a visita de olhos vendados.

As peças contempladas com o selo de acessibilidade do Teatro Para Sentir são Relato de uma guerra que (não) acabou, remontagem de 2002 do Bando de Teatro Olodum, A mulher como campo de batalha, texto do romeno Matéi Visniec dirigido por Marcio Meirelles, e Bonde dos ratinhos, infantil escrito pelo baiano Isac Tufi com direção de Zeca de Abreu.

Em todas as apresentações estarão disponíveis os recursos técnicos de acessibilidade: fones de ouvido para transmissão da audiodescrição dos elementos visuais, feita ao vivo, e intérprete de libras, que fará a tradução simultânea das falas e informações sonoras por meio da linguagem de sinais.

Além disso, funcionários do teatro estarão capacitados para receber e conduzir a plateia de pessoas com deficiência, uma vez que o projeto oferece também oficina de formação em acessibilidade atitudinal, ou seja, orientação de como lidar com as especificidades do público em questão.

Elaborado pelo Coletivo Diveersa, que desenvolve projetos na área de diversidade cultural, o Teatro Para Sentir conta com a parceria do Teatro Vila Velha e tem apoio financeiro do Fundo de Cultura, aprovado pelo Edital de Projetos Estratégicos da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia deste ano.

O projeto parte do princípio da garantia do direito de toda pessoa de participar da vida cultural, conforme documentos legais, dos quais o Brasil é signatário, como a Declaração Universal dos Direitos Humanos e a Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência.

SERVIÇO

Relato de uma guerra que (não) acabou – Bando de Teatro Olodum

A montagem é baseada em vivências de violência no cotidiano de moradores da periferia da capital baiana durante greves das polícias da Bahia. | Dias 26, 27 e 28 de setembro - às 20h

A mulher como campo de batalha – Universidade Livre de Teatro Vila Velha

Duas mulheres se encontram depois de conflito na Bósnia. Uma médica norte-americana e uma mulher violentada tentam contar suas histórias e encontrar forças para continuar suas trajetórias. | Dias 30 de setembro, 01 e 02 de outubro – às 20h

Bonde dos ratinhos – Universidade Livre de Teatro Vila Velha

Três ratinhos em busca de diversão decidem ir ao shopping. O que a princípio parecia um simples passeio se transforma numa grande aventura. | Dias 11, 12, 18 e 19 de outubro – sábados, às 16h, e domingos, às 11h


Fonte: http://www.cultura.ba.gov.br/2014/09/05/projeto-garante-inclusao-cultural-de-pessoas-com-deficiencia/


Acesso em 25.09.2014, às 17hs

Este conteúdo tem 0 Comentários

Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do portal iTEIA reserva-se no direito de apagar as mensagens.

Deixe um comentário








Parceiros
Cooperação
Integração
Realização
Patrocínio

Ir para o topo