Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

Tecnologia Achix
Busca
Busca Avançada
Entrar | Não é cadastrado?
Você está em: Início » Jornal iTEIA » CineMAC Tear #27 debate a cotidianeidade de Olinda pelo olhar de Adalberto Oliveira

Jornal iTEIA

21.11.2015 - 10h48

CineMAC Tear #27 debate a cotidianeidade de Olinda pelo olhar de Adalberto Oliveira

tear audiovisual

ampliar Tear Audiovisual

p { margin-bottom: 0.25cm; direction: ltr; color: rgb(0, 0, 0); line-height: 120%; widows: 2; orphans: 2; }p.western { font-family: "Calibri",sans-serif; font-size: 11pt; }p.cjk { font-family: "Calibri",sans-serif; font-size: 11pt; }p.ctl { font-family: "Times New Roman",serif; font-size: 11pt; }


Neste sábado 21/11/2015, 17h, no Museu de Arte Contemporânea de Olinda, Rua 13 de Maio, Varadouro, o cineclube CineMAC Tear exibe os curtas
Cerol e Avenida Presidente Kennedy. Os dois filmes retratam fatos da
cotidianeidade no município de Olinda, na região metropolitana do
Recife, com um olhar que apesar deste recorte, identifica práticas
sociais comuns a diversos cidadão brasileiros, como o resgate das
brincadeiras de rua e o tema da mobilidade urbana e seus impactos
sociais.


 


O diretor Adalberto Oliveira é




p { margin-bottom: 0.25cm; direction: ltr; color: rgb(0, 0, 0); line-height: 120%; widows: 2; orphans: 2; }p.western { font-family: "Calibri",sans-serif; font-size: 11pt; }p.cjk { font-family: "Calibri",sans-serif; font-size: 11pt; }p.ctl { font-family: "Times New Roman",serif; font-size: 11pt; }Graduado
em Cinema e Pós graduado em Técnicas de Áudio, atua nas áreas de
artes visuais e audiovisual (direção, desenho sonoro, fotografia e
montagem) desde 2009.


Tem
realizado vários trabalhos premiados, entre eles “Cerol” (PE,
2010), “Case” (PE, 2011), “Dique” (PE, 2012), este último,
premiado nacionalmente, e “Setembros” (PE, 2013). Seus trabalhos
mais recentes são a fotografia, montagem e desenho de som no
documentário experimental “Encantada” (PE, 2013), fotografia no
curta “Tarja Preta” (PE, 2014), o documentário “Avenida
Presidente Kennedy” (PE, 2014) onde assina direção, roteiro,
fotografia e montagem, fotografia no filme “Os Suspiros Primários”
(PE, 2015), design de som na ficção “Os filmes que moram em mim”
(PE, 2015), direção, roteiro, fotografia, montagem e design de som
no documentário “Milagres”, vencedor do Prêmio Naíde Teodósio
de Estudos de Gênero – ano VI, e seu mais recente projeto que
acaba de ser aprovado no edital Funcultura Audiovisual, para o curta
metragem “Freqüências”.


 


FILMOGRAFIA:


Tempos
de Crise – 2009


Cerol
– 2010


Case
– 2011


Dique
– 2012


Setembros
– 2013


Avenida
Presidente Kennedy – 2014


Milagres
- 2015

Publicado por: Carlos Lunna em 21.11.2015 às 10h07
Tags: cinema, cineclube, mac olinda, cinemac tear, tear audiovisual, adalberto oliveira
Canais: Cinema

Este conteúdo tem 0 Comentários

Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do portal iTEIA reserva-se no direito de apagar as mensagens.

Deixe um comentário








Parceiros
Cooperação
Integração
Realização
Patrocínio

Ir para o topo